Mulheres gordinhas habitam inconsciente masculino

Padrão

Mulheres “cheinhas” são mais desejadas, segundo pesquisa Americana.

Texto de Alexandre Bez – Psicólogo especializado em Ansiedade e Síndrome do Pânico pela Universidade da Califórnia – UCLA, e Relacionamento pela Universidade de Miami, Flórida.

Segundo pesquisa recente da revista “New Scientist” dos EUA, a mulher do futuro será gordinha, fértil e de estatura menor. Todo homem possui em seus desejos mais profundos a consumação do ato sexual com mulheres mais cheinhas, gostosas e volumosas. A questão é que nem todos assumem isto. Mesmo porque esse desejo é de ordem inconsciente até porque existe uma prerrogativa pela sociedade no Brasil de que isto é feio, errado etc.

Muitas marcas de grife fazem seus moldes sem pensar em manequins maiores ditando moda de quem “pode ou não” usar determinada marca, sendo isso um absurdo e chegando a servir de incentivo ao preconceito, bem contrário a cultura norte-americana, onde não há esse tipo de atitude. Diz o velho provérbio árabe: “Mulher tem que encher a cama, deixando o homem feliz, porque quem gosta de osso é cachorro.”

Desejo Inconsciente  

A questão do desejo inconsciente por um determinado biótipo é muito forte, porém existe a dificuldade de administrar esse desejo por muitos motivos: vergonha, influência de terceiros, palpites de amigos ou familiares etc.

O problema é que quanto mais a pessoa foge de seu gosto mais problemas psicológicos ela terá, pois gerará uma série de conflitos emocionais perturbando a tranqüilidade emocional e afastando-a de seu real objetivo. Isso pode inclusive direcionar a pessoa a ter um relacionamento totalmente oposto ao seu desejo e gosto. Ou seja, ao invés de assumir o gosto pelas gordinhas de primeira e “ser feliz”, a pessoa assume relacionamento com uma mulher esbelta preferindo desfilar com esta no shopping, por exemplo. Mas a sua energia sexual fica fixada inteiramente na “gordinha”, criando frustração, pois na hora da cama era ela que ele queria. Esse mecanismo de defesa do ego chama-se Formação Reativa: quando uma pessoa tende a ficar com outra totalmente oposta de seu biótipo e desejo real.

Conseqüência de não assumir o desejo

Além da formação reativa, que já remete o sujeito a escolher outra mulher, o ego desenvolve outro tipo de mecanismo de defesa, o da Compensação: aonde o homem irá sempre procurar a satisfação sexual com aquela que lhe dá prazer mesmo sendo temporário e casual. Portanto, a primeira questão negativa surge que é a traição: ele pode ficar com a mais magra, mas sempre trairá com a gordinha, porque se não casar com o seu biótipo não terá prazer, não ganhará saúde física e sexual, não melhorará seu estado psicológico, traindo e tendo uma vida irreal com conflitos e não saudável em todos os sentidos, então irá compensar a falta de prazer que necessita com a gordinha, mas gerará conflitos, tumultos e infelicidade, porque quando chega em casa ele encontrará a mulher oposta aos seus sonhos, e terá infelicidade produzida pelas inúmeras manifestações psicológicas produzidas pelo seu inconsciente.

 

 Assumindo o desejo

 Ao assumir seu desejo inconsciente o homem terá uma vida tranqüila e em conseqüência a mulher também, porque essa sentirá prazer no toque e vai se sentir amada, podendo ter gosto em seu corpo sem culpa e afastando de ambos as neuroses e a hipocondria e principalmente o stress diário, presentes em pessoas que relutam contra seu gosto e desejo. 

As gorduchas possuem mais saúde, diferente das “Anas”, que por sua anorexia possuem deficiência no metabolismo, no emocional, psicológico, e no físico. As “cheinhas” tem mais a saúde e são mais propensas a engravidar e como se doam mais na cama, a facilidade de serem mais férteis é maior, já que fertilidade significa saúde, e a mulher para engravidar tem que estar bem senão o psicológico tem poder suficiente para barrar a gravidez.

Mulheres com curvas sinuosas e rechonchudas sempre foram objeto de desejo de todos os homens. Além de serem extremamente bonitas possuem um sorriso sedutor incrível e sabem desfilar com perfeição com suas curvas, além de serem demasiadamente delicadas e possuir o dom da ternura, bem diferente das “Anas” (anoréxicas), que não possuem o mesmo encanto.

A maior representante das rechonchudas e gostosas pode ser dada pela estonteante Marilyn Monroe, nem o homem mais poderoso do planeta na época, o presidente Jonh Kennedy, resistiu.

Alexandre Bez é um grande profissional e parceiro das TOP FIVE!

Anúncios

»

  1. Olá meninas,

    Que a atração existe é fato! Mas gordinha é uma coisa, obesa é outra, não podemos descuidar…
    A gordinha tem menos disciplina também, aquele ar de pecaminosa (segundo um amigo meu)… Isso já rendeu milhares de discussões no chat. Os homens que aparecem lá, dizem preferirem as gordinhas (e nem acho que é para me agradar não.)
    Deixo meu blog e twitter aqui para quem quiser saber mais:
    http://www.madamejuju.com.br
    @mmejuju

    Gostei muito do blog! Keep on going!
    xox

    Mme. Juju

    ps: para seguir a carreira de Modelo, sigam os passos das top five, eu ficava prestando atenção em como elas desfilavam e tentava fazer igual… Um dia eu aprendo!

  2. Já passei pela famosa situação da vergonha no shopping. A pesquisa diz que os homens irão assumir o gosto pelas mais cheias, e isso já acontece nos EUA…Mas sinto que o homem brasileiro é muito preconceituoso e infelizmente isso leve tempo até chegar aqui =(

  3. Uaaaal..que matéria hein…rsrs
    Eu acho que quando vc sabe usar a sua sensualidade não há oq dar errado.
    Eu e meu namorado somos muito felizes em todos os quesitos, e fazemos tudo que um casal de magros fazem (qr dizer, eu acho né, nunca fui magra pra saber oq as magras fazem..rsrs)
    Beijoooos meninas.

  4. meninas esse texto ja vi, mas porque tiraram a modelo original dele (Marylyn monroe) e se auto-incluiram?
    Quando o psicologo fez o texto, ela foi o foco e nao voces.
    Ser as “top five” foi algo que voces se auto-intitularam, pra se promover.

    • “Querida Érica, esse texto foi escrito pelo nosso parceiro Alexandre Benz, o texto não foi alterado e sim publicado em sua forma original. O foco continua sendo as mulheres mais cheinhas e também a Marilyn Monroe, não citamos nenhuma de nós no texto, simplesmente estampamos o texto com fotos “sensuais” de cada uma de nós, afinal esse espaço é nosso.
      O TOP5 nasceu como um editorial de moda para fazer a mídia repensar os padrões de beleza que impostos para a população, mas que não refletem a situação atual do país, já que a última estimativa do IBGE dá conta de que praticamente 50% da população adulta no Brasil está acima do peso. Não fazemos apologia à obesidade, mas lutamos contra a ditadura da magreza excessiva! Cada uma de nós já tinha seu espaço na mídia em desfiles e entrevistas, além do nosso trabalho para as grifes, este espaço apenas cresceu, já que agora além dos nosso trabalhos individuais, atuamos como um grupo!
      Atenciosamente,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s